Profissões de alto risco: saiba como os seguros contra acidentes podem te ajudar

Profissões de alto risco: saiba como os seguros contra acidentes podem te ajudar

Correr riscos de vida ou de saúde é a realidade diária de muitos trabalhadores que ocupam cargos e funções que os expõe a riscos iminentes. Essas atividades laborativas, por serem mais perigosas que as demais, requerem proteções específicas que englobam o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s), pagamento de adicionais de periculosidade e insalubridade, realização de cursos de qualificação e treinamentos rigorosos para exercer a atividade, assim como a contratação de seguros de vida contra eventuais acidentes. Só para se ter uma ideia, o Brasil foi o 4° país com mais mortes registradas durante atividades laborais no ano de 2017, o que reforça a importância de adotar com rigor tais medidas protetivas para esses trabalhadores.

Quais profissões são consideradas de risco?

É considerado um trabalho de risco qualquer ocupação que haja a presença de substâncias radioativas, inflamáveis, contaminadas, explosivas ou que deixe o trabalhador exposto à violência física e a maiores riscos de sofrer acidentes. É o caso dos profissionais listados abaixo:

  • Bombeiros.
  • Policiais.
  • Caminhoneiros.
  • Mineradores.
  • Motoboys.
  • Metalúrgicos.
  • Eletricistas.
  • Madeireiros.
  • Agentes penitenciários.
  • Trabalhadores da construção civil.
  • Limpadores de vidraças e pintores externos.
  • Trabalhadores do setor de extração de petróleo.

Mas afinal, o risco vale a pena?
Pela alta exposição ao perigo, a grande maioria das profissões de risco oferecem salários bem acima da média, que são assegurados por regulamentações de leis trabalhistas, como o adicional de periculosidade. Dessa forma, as profissões de risco podem ser uma boa alternativa para o mercado de trabalho, desde que todos os cuidados necessários sejam atendidos, como uso de equipamentos de proteção, e o trabalhador esteja apto a ingressar na carreira.

Os seguros são uma alternativa para ter mais tranquilidade
Uma medida fundamental para os profissionais que ingressam em carreiras de alta periculosidade, é a contratação de um seguro de cobertura para acidentes pessoais. É uma forma de garantir mais tranquilidade financeira para a família, caso o provedor principal venha a sofrer algum tipo de acidente que cause invalidez ou incapacidade temporária, ou até mesmo leve-o a óbito.

Como os profissionais de risco devem escolher um seguro?
Hoje, existem excelentes seguros de vida que fazem a cobertura para possíveis imprevistos para trabalhadores de profissões de alto risco, e que garantem a manutenção de suas famílias para que não fiquem desamparadas. Saiba como escolher o mais adequado:

1. Perceba a necessidade do seguro
É importante definir o nível de risco que corremos no exercício de nosso ofício. Os profissionais de alto risco necessitam de seguros que resguardem o segurado e seus familiares em casos de acidentes que, em geral, são imprevisíveis.

2. Escolha a melhor cobertura
Esse é um momento delicado e de extrema importância, pois é nela que o profissional define os maiores riscos que enfrenta no trabalho e identifica qual a cobertura mais adequada ao seu perfil.

3. Calcule o capital segurado
Preocupe-se com os valores que serão recebidos caso o seguro contratado seja acionado. A indenização será estipulada de acordo com valores que apresentamos às seguradoras no momento da contratação, portanto, não deixe passar nenhum detalhe.

Percebeu a importância de manter a sua vida e família com o amparo necessário em situações adversas como as mencionadas no artigo? Converse com os nossos especialistas para conhecer as nossas soluções e encontre a ideal para você.

Gostou do artigo? Então compartilhe com seus amigos e seguidores em suas redes sociais!

social position
×

Clique na ajuda abaixo, você será direcionado(a) para nosso WhatsApp

×